Mostrando postagens com marcador series. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador series. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Dica de série: Os 13 porquês

Oi pessoal.


Quem acompanha o blog há muito tempo já sabe que eu aqui no Tear eu apoio muito a luta contra o bullying, por ter sofrido isso durante o ensino médio.
Por essa razão não poderia deixar de falar sobre essa série que estão chamando atenção de muitas pessoas.


segunda-feira, 27 de março de 2017

Dica de série: Punho de Ferro

Oi Pessoal!

A série realmente se inicia no 8º episodio, porem em 5 episódios não são suficientes para mostrar o misticismo e as lutas tão aguardadas. Punho de Ferro não abraçou o seu lado mais mistico e manteve o tom realista das séries Marvel/Netflix, apesar de algumas cenas mais do mesmo, em relação a luta, fez uma boa estreia.


sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Dica de série: Desventuras em Série

Oi Pessoal,

Acabei (finalmente) a nova série da Netflix. A série Desventuras em séries" é baseada nos livros de Lemony Snicket ( pseudonimo de Daniel Hnadler) estreiou dia 13 de Janeiro na Netflix e eu demorei para escrever sobre ela aqui no blog, pois queria assistir com atenção e isso levou um tempo. Também revi o filme para fazer uma comparação.

Vi este video na CCXP e fiquei super empolgada para a assistir, se você ainda não viu, corre na Netflix para ver!



Sinopse: Os órfãos Baudelaire são três irmãos muito inteligentes; Violet é a mais velha, Klaus é o irmão do meio e Sunny é a mais nova, com três anos. Quando seus pais morrem, eles passam a morar com diferentes tutores, e o primeiro é Conde Olaf, que irá tentar roubar a enorme herança deixada pelos pais.

O elenco é recheado de bons atores, mas o atro da série é o Neil Patrick Harris, que interpreta o malvado Conde Olaf. A responsabilidade de fazer o mesmo papel que Jim Carrey era grande e na minha opinião Neil se saiu muito bem. Diferente do filme a série não tem um tom comico, mas bem lúdico.
O narrador aparece e ajudar a dar a mesma sensação que nos livros, a sensação de que algo grande acontecerá e que assim como os Baudelaire que assiste é inteligente e pode ir ligando os pontos. Assim como nos livros o narrador faz pequenas interrupções na ação e é interessante como ele foi inserido no contexto de uma série de tv, onde você consegue ver o que acontece e dispensaria a necessidade de um narrador.

A série trabalha dois episodios por livro e isso deu mais tempo para trabalhar a história de cada livro. Tia Josephine, a terceira tutora, continua sendo a pior personagem da história e a única que eu torço para que o Conde Olaf se livre logo (sim eu sou má).

Já assistiram a série? Não??!! Corre lá, que esta é imperdível!



quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Estilo de personagem: Emily

Oi Pessoal!

Eu estava com saudade desta coluna e vocês? Para finalizar as protagonistas de Pretty little liars. Emily é a mais basica das liars, mas não menos interessante, Emily.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Dica de Serie: 3% - 3 por cento

Oi Pessoal,

A dica de série de Hoje tem um gostinho erspecial para mim, pois surgiu do projeto de um grupo de amigos na minha Universidade, a USP. É muito legal ver que a primeira série brasileira da Netflix é uma série feita por jovens assim como eu.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Dica de série: Gilmore Girls - Um ano para recordar

Oi Pessoal,

Para variar fiquei na dúvida se falava ou não da nova temporada de Gilmore Girls (ou como minha mãe gosta de lembrar: Tal mãe, tal filha), mas decidi colocar em palavras o que senti vendo de novo a minha querida Stars Hollow.

O primeiro episodio é o Inverno, quem já assistiu a série sabe que essa é a época favorita da Lorelai, por causa da neve, este foi o meu episodio favorito. Rory voltou para uma visita e elas mostram aquela conexão linda das duas. Mas o mais legal deste episodio é ver a relação da Lorelai com a mãe apos a morte do pai.

Alias todos os episódios acabam voltando nesta questão das três Gilmores que não tem mais o marido, pai, avô para dar um equilíbrio ao relacionamento delas.



Chorei com Lorelai enquanto ela tentava descobrir o que havia de errado em seu "final feliz", chorei com Emily enquanto ela tentava superar o fato de que "metade dela havia ido embora" e gritei com Rory enquanto ela ficava perdida na vida (me identifiquei com isso, o que me deixou com raiva, porque a Rory é mais velha rsrs).

"Alguma vez você já imaginou que teria vovó sem vovô?"

As referencia, um dos pontos fortes da série, foram maravilhosas, a minha preferida foi à do Filme Livre com a Resee Witherspoon.

Os relacionamentos da Rory foram uma incógnita, teve visitas à Londres e noites dormidas com um Logan comprometido, uma conversa amigável e bem Friend Zone com Jess e um encontro nostálgico com Dean no mercado. Meu voto sempre foi para o Dean, mas com o personagem feliz com uma família e vários filhos, me sentiria mal se ela terminasse com ele. Não entendo qual é a do Logan, ele obviamente ama a Rory, mas os dois não se resolvem! E o Jess tem que lutar mais por ela se quiser ficar com ela.

O final foi controverso e quero muito saber a opinião de vocês sobre ele, deixem ai nos comentários.
Beijos

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Dica de série: The Crown

Oi pessoal,

Este mês a Netflix lançou mais uma série original, The Crown. E eu vim hoje tentar convencer vocês, meus queridos leitores, à assistir essa série feita com tanto capricho e com uma história tão fascinante.

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Dica de Série: Marvel - Luke Cage

Oi Pessoal!

Finalmente acabei a serie original da Netflix! Eu estava tão empolgada com o serviço depois que assisti The Get Down, mas não gostei tanto assim da série do Powerman (assiste Ultimate Spider-man?).

A série que conta a história do personagem com pele impenetrável e super força, tem um elenco super talentoso, mas alguns personagens me deixaram com "bode" da série.
Striker ou Cascavel, é o pior vilão que poderiam ter posto na trama, aqueles vilões que se acham, sabe?

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Dica de Série: Supergirl

Oi Pessoal,

Este ano estreou a série de uma super heroína, no canal americano CBS. Supergirl tem o objetivo de atrair o publico feminino para o gênero de série de super heroi.



A serie conta a história de Kara Zor-el, prima de Kar-el. Ela tinha 12 anos quando foi enviada para a Terra logo depois do futuro Clark Kent, com a missão de cuidar e proteger ele, porém um desvio na rota a fez ir para na zona fantasma, onde ficou presa por 12 anos em um sono induzido. Quando finalmente chegou o primo já era um herói e sua missão havia se perdido.

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Estilo de personagem: Spencer Hastings

Oi Pessoal, 
vou retomar a nossa coluna favorita (minha e de vocês!) Hoje é a vez de uma personagem que nesta temporada vem causando discórdia nos corações alheios.
Spencer Hastings.


terça-feira, 9 de agosto de 2016

Estilo de Personagem: Queen Marry Stuart

Oi Pessoal, 

Fiz algumas alterações nas datas dos posts e a coluna agora sairá às terças. Já faleiaqui noblog sobre a série Reign e hoje falarei da personagem principal: A rainha Mary, da Escocia.


A serie não traz traje da época, mas mistura muito bem elementos modernos com históricos. A personagem utiliza grandes vestidos de festa, inclusive alguns de noiva.

A personagem no inicio utilizava cores mais escuras e depois de se casar com o principe Francis adota as cores da corte Francesa (não é spoiler...afinal...aconteceu mesmo..)




Neste vestido vermelho e dourado é possível ver as referencias modernas, como o decote ombro à ombro mais reto, os de época costumam sair dos ombros.


Este decote quadrado é mais parecido com os usados na época.
Os cabelos soltos também são partes da referência moderna da série.


Aqui a figurinista acrescentou um coperte bordado ao vestido de festa, que Mary veste em um dia normal na corte.

Este vestido também tem grande referência, os bordados lembram um xadrez escocês. A cor preta é bastante usada por Mary, um item moderno, pois antigamente o preto não era para as jovens, somente viuvas, e ela usa mesmo antes do marido morrer (de novo, não é spoiler, a série é baseada na vida da Mary, o Francis morre).

No início da série Mary usava mais cores claras, remetendo à sua inocência.

Ainda não terminei a terceira temporada, mas por enquanto sua cartela de cores é:


Boa Terça pessoal!






segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Estilo de personagem: Clary Fray

Oi Pessoal,

Hoje tem coluna com o estilo de mais uma personagem. Clary Fray é a protagonista de Os instrumentos Mortais e assim como a Isabelle já teve duas representações. 


Nos livros a personagem se descreve como baixa, sem graça e, principalmente, como ruiva. Nenhuma das duas atrizes era realmente ruiva, mas a cor alaranjada, usada pela atriz Katherine McNamara na série Shadowhunters, é a que chega mais perto de um ruivo de verdade e da cor descrita nos livro.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Precisamos falar de Pretty Little Liars

Oi Pessoal,

Já contei que gosto de Pretty Little Liars e agora finalmente comecei a 7ª temporada (atual) e muitas coisas estão me incomodando, então resolvi fazer este post para conversarmos sobre o assunto.


Contem spoilers
da sexta e sétima temporadas

terça-feira, 12 de julho de 2016

Estilo de personagem: Elektra

Oi Pessoal,

Voltamos com a coluna Estilo de personagem. A Elektra foi um desafio,pois tem poucos episódios com ela. Mas mesmo assim é possível notar o ar sexy que predomina nas roupas de noite.


quarta-feira, 6 de julho de 2016

Reign

Oi Pessoal,

Eu acho que já contei aqui que adoro serie histórica que mistura realidade com ficção e a serie Reign reúne tudo isso. Além disso é cheia de romance, politica, intrigas e até um pouco de magia.


sexta-feira, 27 de maio de 2016

Pennydreadful

Oi Pessoal!

Trago para vocês mais uma sugestão de serie e essa tem duas temporadas disponíveis na Netflix. Com uma mistura de diversos series da literatura, Penny Dreadfull me conquistou por ser diferente de tudo que eu já assisti.
Vem saber mais sobre essa série aterrorizante e eletrizante.

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Elementary

Oi Pessoal,

A dica de série de hoje é uma versão das histórias de Sherlock Holmes. Eu já li vários contos do personagem e sou grande fã e fiquei bem receosa para assistir essa versão, que foge bastante.

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Estilo de personagem: Isabelle Lightwood

Oi Pessoal!

A coluna que vocês mais adoram voltou e desta vez a personagem que terá o estilo analisado aqui no Tear é a Isabelle Lightwood. Como é uma personagem que é representada em livros também eu farei comparações.

A Izzy da serie da Netflix, Shadowhunters ( falei da série aqui) é super segura do seu corpo e gosta de decotes, roupas justas e fendas.

Como eu disse na critica (ainda não passou lá?) do nada ela tenta ser mais parecida com a mãe e os looks mudam para vestidos de gola alta e comprimento midi e terninhos..

No filme as roupas eram bem diferentes. Com uma mistura de gótica e motoqueira, a personagem ousava pouco.
A cartela de cores das duas é a mesma, com destaque para o vestido vermelho usada pela nova interprete Emeraude Toubia



Nos livros, Isabelle parece ter mais equilíbrio entre a gótica e a sexy das versões live action
.


quarta-feira, 6 de abril de 2016

Shadowhunters

Oi Pessoal!


Hoje tenho mais uma série para indicar!
A série Shadowhunters, original Netflix. A série é baseada na série de livros de Cassandra Clare.


terça-feira, 22 de março de 2016

Daredevil: Demolidor

Oi pessoal!



Finalmente consegui acabar a segunda temporada de "Demolidor" que estreou dia 18 de março na Netflix. Não darei spoilers, só quero explicar os motivos pelos quais a série merece ser assistida.


Sinopse: Matthew Michael Murdock (Charlie Cox) é um jovem atleta e excelente aluno. Ainda na adolescência, um acidente envolvendo um caminhão que carregava lixos tóxicos o deixou cego e fez com que ele desenvolvesse vários sentidos. Quando Matt decide vestir o uniforme e adotar o nome "Demolidor" (Daredevil), leva uma vida dupla: é advogado durante o dia, e, à noite, protege as ruas de Hell's Kitchen, seu bairro em Nova York.

Minha Opinião: Os poderes de Matt estão cada vez mais impressionantes e em alguns momentos até esquecemos que ele é cego. 
Assim como a primeira temporada essa também tem 13 episódios e todos muito bem feitos. Com um estilo que lembra um filme de 13 horas. A temporada tem uma discussão muito bacana entre o que é certo e o que é errado. Até onde podemos ir para conseguir justiça? O que diferencia um justiceiro de um criminoso?
Adorei a introdução do Justiceiro (John Bernthal) 
 nesta temporada. O Justiceiro é especialmente bem trabalhado. A série o trata com requintes de maníaco, sempre achei que ele funcionava melhor como vilão ou anti-heroi e a forma como contaram a história dele fascinante e em alguns momentos me vi torcendo por ele, apesar de concordar com o ponto de vista do Demolidor. Os métodos adotados por cada um colocam os dois vigilantes em rota de conflito e nos fazem pensar nas questões que já mencionei.

Elektra foi outra aquisição e tanto para a série, mas achei a história dela um pouco confusa. Não sou apaixonada pela personagem, mas gostei da participação e da nova versão, meio psicopata. O gancho para uma série ou pra próxima temporada foi muito bom.





Gostei muito da tentativa de divisão de tempo de Matt, advogado de dia e vigilante a noite. Todos os personagens parecem ter sua própria jornada de auto-conhecimento, a chamada jornada do heroi. Os ligamentos com as outras séries são bem sutis e esta segunda temporada foi bem mais fluida que a anterior.
Na minha opinião foi excelente.