Mostrando postagens com marcador ~resenha. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ~resenha. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 4 de outubro de 2019

Dica de série: As telefonistas


Resultado de imagem para as telefonistas
Oi Pessoal,

Eu adoro as series da Netflix que fogem do tradicional estados unidos/grã-bretanha. Essa serie de hoje é da Netflix Espanha. Nunca falei dela aqui no Tear, mas sou apaixonada pela serie e ela está na quarta temporada.

quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Sugestão de leitura: Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres

Resultado de imagem para uma aprendizagem ou o livro dos prazeres

Oi pessoal!

Essa dica já tem um tempo, mas acho que vale refazer a sugestão agora que peguei o jeito das resenhas. O primeiro que revisitei foi "Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres" de Clarice Lispector.

segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Sugestão de leitura: Outlander - Viajante do tempo


Oi Pessoal,

Já fiz uma resenha em vídeo deste livro que a Ale do, Blog da Ale, me recomendou. Mas gosto tanto dele que ele merece uma resenha em texto também.
A serie de livros escrita por Diana Gabaldon publicada em 1991 (o ano em que eu nasci!) ganhou vida em 2015 quando o canal Startz adquiriu os direitos. E cada temporada tem adaptado um livro de forma muito fiel.
A editora que publicou aqui no Brasil foi vendida pra a Editora Arqueiro e os livros foram relançados com novas capas, lindíssimas alias.

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Sugestão de leitura: Doce Perdão


Oi Pessoal,

Esse foi o ultimo livro que li e já vim trazer aqui para vocês. Essa autora é a mesma de Lista de Brett e quem já leu o blog um pouquinho ou me conhece um tiquinho só, sabe que é meu livro favorito, inclusive to aceitando de presente porque ainda não consegui comprar. 
No primeiro livro Lori trata da relação de uma mãe que já se foi e a filha que tem que cumprir uma lista que fez quando era adolescente e isso faz com que ela revisite antigos sonhos.

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Resenha: Cara gente branca - 3ª temporada



Oi Pessoal,

Uma das minhas séries favoritas finalmente teve sua 3ª temporada disponibilizada. E para quem esperava tanto com o final da temporada anterior, eu devo dizer que estou um pouco decepcionada.

quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Dica de série: Euphoria


Oi pessoal,
Fiz uma enquete nos meus stories e muita gente escolheu pra fazer vídeo da série da HBO. Além do vídeo gosto também de fazer texto aqui pra vocês, porque posso tocar em pontos diferentes em cada meio.

quinta-feira, 1 de agosto de 2019

Sugestão de leitura: A pequena sereia e o reino das ilusões


Oi pessoal!

Primeiro texto iniciando essa nova era no blog, com arte nova e novas pautas. Espero muito que vocês gostem.
A resenha de hoje é uma releitura de uma história bem famosa: “A pequena sereia e o reino das ilusões”, da editora Darkside e escrito pela Louise O’Neil.


Admito que de primeira comprei o livro pela capa. A edição da Darkside está como sempre impecável e cheia de detalhes. Enquanto lia, vi algumas resenhas e percebi uma divisão grande no publico, muitas leitoras de histórias feministas ficaram decepcionadas e quem esperava um conto de fadas também. O que deu para perceber é que as que mais gostaram foram as que, como eu, leram sem pretensão alguma. Eu não esperava que este fosse ser uma grande lição sobre feminismo e nem que fosse um conto de fadas com príncipe encantado. Na verdade eu só esperava conhecer uma versão mais moderna da personagem já conhecia. E foi exatamente o que Louise entregou.



A história mistura o original de Hans Christian Andersen com a versão encantada da Disney de 1989. A autora criou um reino dos mares, já não usando Atlântida como referencia, para criar um mundo onde mulheres são para ser vistas e não ouvidas. Um contexto interessante mostrado ultimamente com muito mais frequência, como vimos no live-action de Aladdin.
O rei dos mares, pai de Muirgen, que prefere ser chamada de Gaia como sua mãe escolheu, é um homem rígido, tem ideias machistas sobre o papel da mulher e ainda por cima é um pedófilo, visto que deseja se casar com sua esposa quando ela ainda tinha 12 anos.
O contraste com o Rei Tritão é nítido, o rei da animação era rígido, mas amava as filhas. O rei dos mares do livro não demostra ter amor pelas filhas, mas pelo poder que exerce sobre elas e está o tempo todo estimulando a rivalidade e a competição entre elas pelo seu afeto.
Gaia ainda tem que enfrentar um noivo muito mais velho que abusa dela e a desavença com as irmãs, que a invejam pelo tratamento que recebe do pai. Mas Gaia é curiosa e deseja respostas sobre aquilo que não conhece, ela quer saber o que aconteceu com a mãe além do que o pai conta, ela quer saber como é sentir o sol, a areia.


Quando Gaia se apaixona por um humano, assim como todas as suas versões anteriores, é então que a história perde um pouco da força que vinha ganhando com o mistério do que houve com a mãe, quando resume seu desejo de ir a superfície à ela estar apaixonada. Porque se você prestar realmente atenção, Gaia quer muito mais, ela deseja fugir do noivo, encontrar a verdade sobre a mãe e viver.
A bruxa do mar é um caso a parte. Ela é uma Úrsula melhorada. Nada contra a vilã da Disney, muito pelo contrario, mas acho que ela poderia ser tão maior do que é no desenho. A bruxa do mar de Gaia tem um background interessante, ela é uma vilã num mundo controlado por homens onde ser autentica e pensar diferente é contra as regras. Digam-me, vocês que ainda não leram, aos seus olhos, o que aparenta ser isso?

Para mim ficou logo claro que, e talvez isso até seja um spoiler, a bruxa não é a vilã desta história. O que respondeu bem ao meu questionamento antes de começar a ler: Como fazer um livro feminista cuja vilã é uma mulher? E a resposta fica bem clara no livro.
O final derradeiro me decepcionou logo de cara, mas acabei percebendo que era o único final possível e fiquei triste em ver que Gaia demorou tanto para encontrar sua voz.

Nota: Leia de mente aberta e coração forte (4/5)

quarta-feira, 10 de julho de 2019

quarta-feira, 19 de junho de 2019

Sugestão de leitura: O amante da princesa


Oi Pessoal,


Ano passado cai um pouco mais de cabeça nas autoras nacionais e conheci a maravilhosa da Larissa Siriani.
Apesar de já ter vários livros publicados, esse é o primeiro livro com temática de Romance de época. E devo dizer que ela começou com o pé direito.

quarta-feira, 12 de junho de 2019

Dica de série: O mundo Sombrio de Sabrina



Oi pessoal!


Faz um tempinho que estou enrolando para fazer a resenha de O mundo sombrio de Sabrina, mais já teve publicação com análise do estilo da personagem aqui no Tear. A história da série é baseada nas HQs publicadas pela Archie Comics.

terça-feira, 9 de abril de 2019

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

Sugestão de leitura: Meu doce azar


Oi Pessoal!

Este ano eu conheci varias autora maravilhosas e uma delas foi a a Beatriz Cortez. O primeiro livro dela foi bem novinha e desde então ela vem abordando temas mais dramáticos, porém em Meu doce azar ela aborda a falta de sorte e o dedo podre para homens.

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Sugestão de leitura: Uma dobra no tempo

Oi Pessoal!

To em divida com vocês né?  Faz tempo que não consigo sentar aqui e escrever uma sugestão ou dica boa para vocês. Primeiro foi a dissertação, depois as cabines e o trabalho...difícil ter tempo pra tudo né? E por coincidência o livro que quero sugerir é Uma dobra no tempo versão Graphic Novel.

domingo, 15 de julho de 2018

Sugestão de leitura: Nimona


Oi Pessoal,

Estou me dedicando a leituras de graphic novels e livros do mestrado. O que significa menos opções de leituras para dar sugestões aqui com a frequência que eu gostaria, mas esse mês teremos alguns posts das leituras que já fiz até agora.

Desde a primeira vez que vi Nimona em um IG de livros, fiquei apaixonada. A obra é cheia de aventura, fantasia, emoção e humor irônico.


quinta-feira, 1 de março de 2018

Sugestão de leitura: A prisão do rei

Oi Pessoal,

Finalmente atualizada na séria da Rainha vermelha, venho aqui contar para vocês o que achei do terceiro livro dessa quadrilogia.


O livro, assim como o anterior, inicia exatamente de onde terminou o anterior. Mare está na prisão do rei que um dia pensou ser um menino esquecido nas sombras e sofreu uma dura traição. Durante sua estadia em Archeon, onde se localiza o palacio de Maven, ela fica sem sua eletricidade, silenciada por algemas que a cada dia apagam um pouco de seu poder.

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Sugestão de Leitura: Espada de Vidro

Oi Pessoal!

Faz um tempinho que não dou sugestão de leitura né? Mas eu não poderia deixar de sugerir o segundo livro da série Rainha Vermelha!

Eu adorei o primeiro então comprei o segundo e o terceiro quando lançou! E parece que a História continua.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Sugestão de leitura: Um Dia

Oi Pessoal,

Não costumo trazer para vocês livros que não me deixam empolgada, mas estou com sentimentos conflitantes em relação à este e resolvi que preciso compartilhar essa minha angustia.

sábado, 9 de janeiro de 2016

Sugestão de leitura: O livro dos vilões

Oi pessoal!

Como vocês estão? Esta é a primeira Sugestão de leitura do ano, um livro leve e fácil para ler nesta época de férias e calor.


Sinopse: Organizado da mesma forma que O livro das princesas – também com o esquema de dois populares autores nacionais, e dois nomes famosos do exterior – O livro dos vilões reúne estes autores para uma coletânea de contos sobre vilões icônicos dos contos de fadas. As irmãs de Cinderela? Malévola? Madrastas e lobos? Carina Rissi, Cecily Von Ziegesar, Diana Peterfreund e Fábio Yabu estão aqui com a mensagem: este não é um livro tão bonzinho quanto o seu antecessor.

Minha Opinião: Gostei do livro, porém ele não me agradou tanto quanto O livro das Princesa. Ao contrario do outro (já falei dele aqui) não conhecia nenhuma das autoras. Meus contos preferidos foram o de Diana Peterfreund e Fábio Yabu, sobre a Malévola e o Lobo Mau, respectivamente, a temática do bullying misturada à história da Fada má criou uma certa identificação comigo (quem me conhece sabe que este tema é bem delicado para mim, veja aqui e aqui) e o conto do Lobo Mau faz uma reflexão adorável sobre a vida.

nota (3/5)

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Critica de Cinema: Star Wars VII: O despertar da força

Oi pessoal!!!


Estreou o filme mais esperado do ano!!!!!
Star Wars - O Despertar da Força 

Sinopse: Muito tempo após os fatos de "O Retorno de Jedi", encontra-se a Primeira Ordem, uma organização sombria iniciada após a queda de Darth Vader e do Império. O grupo está em busca do poderoso Jedi Luke Skywalker, mas terão que enfrentar outro grupo em busca de Luke: a Resistência, liderada por Leia.


Minha Opinião: O novo filme tinha um enorme desafio, além de toda a expectativa dos fãs, o novo filme tinha que rejuvenescer toda uma franquia apresentando-a para uma nova geração. 

Uma franquia que sempre subaproveitou suas personagens femininas apresenta hoje uma heroína digna da geração que se encantou com o Girl Power de Katniss Everdeen. Rey é forte e inspiradora, e foi emocionante acompanhar seu desenvolvimento durante a história. 

Os conflitos familiares continuam rodeados pela ação e luta do lado negro da força com a luz. As cenas de ação voltaram a encantar e a politicagem da trilogia mais recente foi devidamente deixada um pouco de lado. Os personagens antigos não ficaram para trás, sendo parte importante da historia.

O melhor filme dos 7. O filme que os fãs esperavam.

Nota: (5/5)